Procissão do Senhor dos Passos reúne 65 mil pessoas nas ruas de Florianópolis

Fotos: Everton Marcelino

Tradição entre os católicos catarinenses desde 1766, a Procissão do Senhor dos Passos celebrou no último final de semana a sua 252ª edição, que é realizada anualmente, sempre 15 dias antes da Páscoa. Segundo a Polícia Militar, 65 mil fiéis participaram do cortejo pelas ruas do Centro de Florianópolis.

O forte calor não desanimou os milhares de fiéis que estiveram presentes na caminhada, onde as orações, os pedidos, agradecimentos e cantorias simbolizavam a fé da multidão. As homenagens ao Senhor Jesus dos Passos iniciaram logo pela manhã, na Catedral, com a Missa presidida pelo Arcebispo, Dom Wilson Tadeu Jönck, scj

Cerimonial

Quatro importantes momentos marcam a procissão: a lavação da imagem do Senhor Jesus dos Passos, feita por crianças de até sete anos de idade na quinta-feira que antecede a procissão, na Capela Menino Deus; a Procissão do Carregador, realizada na manhã de sábado, quando membros da Irmandade do Senhor Jesus dos Passos e populares transportam até a Catedral Metropolitana os utensílios que serão usados à noite, na Procissão da Transladação das Imagens do Senhor Jesus dos Passos e da Nossa Senhora das Dores; e por fim, na tarde de domingo, acontece a Procissão propriamente dita, que consagra o final dos festejos. A imagem Foto: Everton Marcelino A imagem representa a primeira queda de Jesus a caminho do Calvário. Esculpida em tamanho natural, tem o joelho esquerdo apoiado no chão e as mãos seguram a grossa cruz amparada no ombro esquerdo. A túnica de tecido roxo decorada com bordados dourados deixa à mostra os pés do Senhor dos Passos. No rosto escorrem suor e sangue, provocados pela coroa de espinhos que prendem os longos cabelos.

História

Há 250 anos, a Procissão do Senhor dos Passos ganha às ruas do centro da capital catarinense como símbolo de fé e história. A festividade iniciou em 1766, após dois anos uma embarcação com destino a cidade de Rio Grande (RS), ter atracado na Ilha do Desterro trazendo a imagem baiana de Senhor Jesus dos Passos. Por uma vontade divina, assim acreditaram os católicos da Ilha, a vinda por engano da escultura que rememora o sofrimento de Jesus Cristo crucificado, se tornou símbolo de devoção. A imagem é atribuída ao escultor baiano Francisco das Chagas. Hoje, a Procissão do Senhor dos Passos é Patrimônio Cultural Imaterial de Santa Catarina, conforme Decreto n° 2.504 de 2006 e está com um processo em andamento para que seja registrada como Patrimônio Cultural Brasileiro.

Fonte: Arquidiocese de Florianópolis.

Veja mais fotos AQUI.