Igreja comemora 52º Dia Mundial das Comunicações Sociais

Foto: Andrew Medichini.

No próximo domingo, 13, Solenidade da Ascensão do Senhor, a Igreja comemora o 52º Dia Mundial das Comunicações Sociais.

A data é a única celebração mundial estabelecida pelo Concílio Vaticano II e tem como objetivo chamar a atenção para o vasto e complexo fenômeno dos modernos meios de comunicação social existentes nos dias atuais.

O Papa Paulo VI foi o primeiro a comemorar o Dia Mundial das Comunicações, no dia 7 de Maio de 1967, instituindo-o com o Decreto Inter Mirifica. Desde então, o dia vem sendo celebrado em muitos países no domingo que antecede a Festa de Pentecostes. A mensagem do Papa para a ocasião é publicada, tradicionalmente, no dia 24 de janeiro, festa de São Francisco de Sales – padroeiro dos jornalistas.

Neste ano, a mensagem do Papa Francisco tem como tema “A verdade vos tornará livres” (Jo 8,32). Fake news e jornalismo de paz.

No texto, o Pontífice manifestou seu desejo de contribuir para a prevenção da difusão das falsas notícias, que chamam a atenção dos leitores, explorando emoções como ansiedade, desprezo ira e frustração. Ao serem compartilhadas, ganham visibilidade e causam danos irreversíveis. O Papa frisou ainda, em sua mensagem, a importância da redescoberta do valor da profissão jornalística e da responsabilidade pessoal de cada um na comunicação da verdade.

CONFIRA A MENSAGEM COMPLETA

Comunicadores da Verdade

Aos jornalistas, Papa Francisco, na mensagem deste ano, mostra que a Igreja colabora no combate às fake news estimulando a prática do jornalismo de boa qualidade, ou, como prefere dizer o Papa, o “jornalismo de paz”. Um jornalismo que é “feito por pessoas para as pessoas e considerado como serviço a todas as pessoas, especialmente àquelas – e no mundo, são a maioria – que não têm voz”.

Fonte: Arquidiocese de Florianópolis/Vaticano.