Arquidiocese celebra a vocação e a missão dos cristãos leigos

No domingo, 11, a Arquidiocese de Florianópolis promoveu o Encontro Arquidiocesano do Laicato. O evento ocorreu no Centro de Evangelização Angelino Rosa (CEAR), em Governador Celso Ramos e teve o objetivo de celebrar a vocação e a missão dos cristãos leigos, “Sal da Terra e Luz do Mundo” (Mt 5, 13-14) por meio da partilha de experiências de atuação a serviço do Reino de Deus. Aproximadamente 500 pessoas participaram do encontro.

Por volta das 07h, os participantes começaram a chegar no CEAR para o café partilhado e depois foram acolhidos. Às 08h30 deu-se início ao encontro com uma celebração inicial. Logo depois, a professora da Faculdade Católica de Santa Catarina, Silvia Togneri, fez uma introdução sobre o Ano do Laicato.

Após a professora falar, deu-se o momento de partilha e testemunho dos cristãos leigos que atuam na Igreja e na Sociedade.

Foram elas: Educação, representada pelo Colégio Nossa Senhora de Fátima; Pastoral da Sobriedade, representado pelo Recanto Silvestre; Pastoral da População em situação de Rua; Política, representada pelo vereador de Caê Martins; Políticas Públicas, representada pela Pastoral da Pessoa Idosa; Pastoral do Migrante, representada pelo Centro de Referência e Atendimento ao Imigrante (CRAI); Juventude, representada pelo Instituto Vilson Groh; Criança e Adolescente, representada pela Ação Social da Trindade; Pastoral Carcerária; Pastoral da Saúde; Comunicação, representada pelo Núcleo de Comunicação da Arquidiocese de Florianópolis.

Veja as fotos do Encontro Arquidiocesano do Laicato

A jovem Mariana Klauck Beirith, 17 anos, estuda no Colégio Salvatoriano Nossa Senhora de Fátima e representou a instituição no evento. Ela conta que o encontro foi interessante, pois pode conhecer diferentes áreas de atuação da Igreja. Além disso, ela frisou a importância do cristão na área. “O papel do leigo na educação é fundamental na construção de uma sociedade que vivencie os valores cristãos, do respeito e do amor. Mais do que conteúdos acadêmicos, o diferencial de uma escola católica está justamente na formação humana das crianças e dos adolescentes”, explica Mariana.

Fonte: Arquidiocese de Florianópolis.