Procissão Senhor dos Passos acontece neste final de semana em Florianópolis

A expectativa é reunir mais de 60 mil pessoas na edição deste ano.

Acontece neste final de semana, 06 e 07 de abril, em Florianópolis, a 253ª edição da Procissão do Senhor dos Passos, que este ano, recebe o título de Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil. Sempre 15 dias antes da Páscoa, a procissão mobiliza milhares de fiéis no cortejo pelas ruas do Centro de Florianópolis.

A História

Há 253 anos, a Procissão do Senhor dos Passos ganha às ruas do Centro da capital catarinense como símbolo de fé e história. A festividade iniciou em 1766, após dois anos uma embarcação com destino a cidade de Rio Grande (RS), ter atracado na Ilha do Desterro trazendo a imagem baiana de Senhor Jesus dos Passos. Por uma vontade divina, assim acreditaram os católicos da Ilha, a vinda por engano da escultura que rememora o sofrimento de Jesus Cristo crucificado, se tornou símbolo de devoção. A imagem é atribuída ao escultor baiano Francisco das Chagas.

A Procissão do Senhor dos Passos é Patrimônio Cultural Imaterial de Santa Catarina, conforme Decreto n° 2.504 de 2006 e agora, no dia 05 de abril, recebe o título de Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

Segundo levantamentos históricos, a Procissão Senhor dos Passos já figura entre os maiores eventos de fé do Brasil, ficando somente atrás do Círio de Nossa Senhora de Nazaré e das homenagens ao Padre Cicero, em Juazeiro do Norte, e que enche de orgulho os fiéis de Santa Catarina. Esse é o principal motivo de tanta dedicação e fé, para todos os membros da Irmandade do Senhor Jesus dos Passos.

Trajeto de sábado

Trajeto de domingo

A imagem

Esculpida em madeira pelo baiano Francisco Chagas, a imagem de Nosso Senhor Jesus dos Passos estava originalmente destinada a uma igreja da cidade de Rio Grande, no Rio Grande do Sul (RS). Em 1764, o barco que a trazia fez escala para abastecimento na antiga Nossa Senhora do Desterro (Florianópolis). Após três tentativas frustradas em seguir viagem ao Rio Grande, devido às fortes tempestades, a tripulação tomou como sinal divino de que a imagem deveria permanecer na cidade, onde já havia recebido visitas nos dias que permaneceu no porto. Dois anos depois, em 1766 foi realizada a primeira Procissão.

A imagem representa a primeira queda de Jesus a caminho do Calvário. Em tamanho natural, tem o joelho esquerdo apoiado no chão e as mãos seguram a grossa cruz amparada no ombro esquerdo. A túnica de tecido roxo decorada com bordados dourados deixa a mostra os pés do Senhor dos Passos. No rosto escorrem suor e sangue, provocados pela coroa de espinhos que prendem os longos cabelos.

Programação

Dia 06/04/19 – Sábado

7h30 – Missa e Procissão do Carregador

18h – Missa em honra do Senhor Jesus dos Passos

20h – Transladação da Imagem do Senhor Jesus dos Passos e da Nossa Senhora das Dores da Capela Menino de Deus para a Catedral Metropolitana

Dia 07/04/19 – Domingo

9h30 – Missa na Catedral Metropolitana com a participação da Irmandade do Senhor Jesus dos Passos

16h – Procissão do Encontro das Imagens do Senhor Jesus dos Passos e Nossa Senhora das Dores.

Dia 08/04/19 – Segunda-feira

8h30 – Missa de Ação de Graças

Local: Capela Menino Deus do Hospital de Caridade

Por Adriana Laffin / Apoio Comunicação

Fonte: Arquidiocese de Florianópolis.