Alesc celebra os 50 anos do Movimento da Renovação Carismática Católica no Brasil

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (ALESC) realizou, na noite de quarta-feira (7), sessão especial em homenagem aos 50 anos de atuação do Movimento da Renovação Carismática Católica (RCC) no Brasil. A solenidade, realizada por solicitação da Mesa da Alesc, aconteceu no Plenário Deputado Osni Régis e reuniu lideranças políticas e eclesiásticas, representantes de órgãos públicos e de entidades de classe.

Na ocasião, foram homenageados com placas e certificados 26 personalidades que contribuíram para o fortalecimento do movimento, que surgiu nos Estados Unidos, no ano de 1967, a partir de uma proposta de retorno dos católicos aos princípios das primeiras comunidades cristãs.

Clique aqui para ver as fotos do evento.

Atualmente, conforme dados da própria Igreja, 11,3% dos católicos de todo o mundo seguem o Movimento, que no Brasil teve seu núcleo inicial na cidade de Campinas (SP), de onde se expandiu para todos os estados, totalizando 14 mil grupos de oração, 623 dos quais em Santa Catarina.

A presidente do RCC em Santa Catarina, Luciana Neves Pereira Alves, que falou em nome dos homenageados, destacou a vertente religiosa como um momento novo para a Igreja Católica e para os cristãos. Ela baseia-se na crença das manifestações do Espírito Santo, a terceira pessoa da Santíssima Trindade dos Católicos, junto com Deus Pai e Filho.

“O Espírito Santo é aquele que traz a alegria, que traz força, que traz vivacidade para a Igreja e para as pessoas. Então nós temos visto uma graça muito grande, famílias transformadas, jovens transformados, pessoas que se voltam para o bem. Isso é Renovação Carismática Católica”, disse.

A deputada Ada Faraco de Luca (MDB), por sua vez, afirmou que a Renovação Carismática possibilitou um retorno dos jovens à Igreja. “Como uma pessoa que é católica e que observa muito, vejo que o Movimento Carismático foi muito bom em função de que trouxe o jovem, que estava se afastando bastante. Então eu o parabenizo por esses 50 anos de existência e que cada vez mais a Igreja Católica, por meio do Movimento Carismático, traga jovens, que são o futuro do país e unem as famílias, o que é muito bom.”

Já o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Julio Garcia (PSD), que conduziu a sessão, qualificou o RCC como “uma nova forma de ver, sentir e promover uma sociedade melhor”. Neste sentido, ele afirmou que a solenidade é um reconhecimento ao trabalho realizado pelo Movimento. ”Nessa noite especial, renovo meus votos que possam continuar nesse caminho do bem e para o bem. O Poder Legislativo, em nome dos 40 deputados, é sensível a atividades que contribuem de forma tão significativa para conquistarmos uma sociedade mais justa, fraterna e humana. Fica a nossa mensagem de que se fortaleçam na missão de continuar plantando solidariedade e o amor ao próximo.”

Sérgio Carlos Zavaris, que atua como coordenador do Ministério Nacional da Fé e Política da Igreja Católica, agradeceu, em nome da RCC do Brasil, à Assembleia Legislativa pela iniciativa. “Em um momento em que o mundo passa por uma série de crises morais e de toda ordem, uma luz na sociedade precisa ser valorizada. Então eu creio que no aspecto da relevância, do que isso significa no mundo, é muito importante uma homenagem dessas, pois nos faz parar e refletir e nessa reflexão agradecer a Deus.”

Homenageados

  • Kátia Roldi Zavaris, presidente do Movimento Eclesial da Renovação Carismática Católica do Brasil;
  • Luciana Neves Pereira Alves, presidente do Conselho Estadual da Renovação Carismática Católica de Santa Catarina;
  • Padre Cláudio Peters, assessor eclesiástico da Renovação Carismática Católica de Santa Catarina;
  • Diácono Elias Dimas dos Santos, Fundador da Comunidade Arca da Aliança;
  • Padre Vicente de Paula Neto, moderador da Comunidade Bethânia;
  • Padre Márcio Alexandre Vignoli, fundador da Comunidade Divino Oleiro;
  • Dom Rafael Biernaski, bispo diocesano do município de Blumenau;
  • Dom Wilson Tadeu Jönck, bispo da arquidiocese do município de Florianópolis;
  • Dom Mário Marquez, bispo diocesano do município de Joaçaba;
  • Dom Jacinto Inácio Flach, bispo diocesano do município de Criciúma;
  • Douglas Cândido Réus, seminarista;
  • Richardson Cesconeto, secretário geral do Movimento da RCC de Santa Catarina;
  • Angélica Fiamoncini Nazari, coordenadora diocesana de Blumenau;
  • Ana Lucimar dos Santos Dallelaste, coordenadora diocesana de Caçador;
  • Thaís Juliane Furquim, coordenadora arquidiocesana de Florianópolis;
  • Bento Alano, coordenador diocesano de Joinville;
  • Marcelo Luís Bianchet, coordenador diocesano de Rio do Sul;
  • Alexander de Souza de Oliveira, coordenador diocesano de Tubarão;
  • Alice da Silva Carvalho, pioneira do movimento da RCC no estado;
  • Adriano José Mendes, coordenador estadual movimento da RCC no estado entre 2012 e 2015;
  • Sérgio Zavaris, coordenador do Ministério Nacional da Fé e Política;
  • Agenor dos Santos, presidente da Casa de Acolhida Manjedoura;
  • Ana Carla Senem Mafra de Almeida;
  • Claudecir Venazzi;
  • Irmã Sandra Mara de Paula;
  • Diácono Domingos Sávio da Silva Sena.

Por Alexandre Back
AGÊNCIA AL