Simone Peixoto Martins: meus 20 anos de Abbá, Pai

Simone Peixoto Martins – Cofundadora da Comunidade Católica de Aliança Abbá, Pai.

Sim, já faz 20 anos que o Senhor fomentou em nossos corações o desejo de buscar algo novo que Ele queria colocar em nossas vidas, ou melhor, dar-nos de presente, embora não soubéssemos ao certo o que seria.

O Senhor gerava em nosso ser uma inquietação e nos deixava claro que havia um “Novo” a vivenciarmos em nossa jornada neste mundo. Com o tempo, em oração, começamos a enxergar o que o Pai reservava para nós: era da vontade d’Ele que viéssemos a fundar uma Comunidade Nova, com um Carisma que remeteria a todos à Sua insondável e eterna Misericórdia, Carisma este que viria a ser remédio para nossas almas, para a Igreja e para o mundo.

Esses 20 anos passaram realmente muito rápido! Numa vida de Comunidade, em que somos desafiados, cada vez mais, a lidarmos com as limitações e incoerências nossas e de nossos irmãos, sendo burilados de modo constante e crescente numa vida fraterna e também de dependência da vontade de Deus, acabamos por amadurecer 10 anos em um! Há tantos obstáculos dentro e fora de nós a serem vencidos, existem tantas “mulharas de Jericó” a serem derrubadas, há tantos “Egitos” dos quais precisamos sair, desinstalando-nos e desapegando-nos de nosso ego… Mas, como sempre, a graça de Deus, por Seu Amor, vem em nosso auxílio e nos abre os mares para que passemos ao Jardim do Éder, que nada mais é do que a própria Casa do Pai, Seu abraço de amor.

Nesta dinâmica, no decorrer destas duas décadas, experimentamos o sobrenatural de Deus e o mais humano de nós mesmos, nesta instigante e obstinada Volta pra Casa e o mais lindo de todo este processo comunitário é que vivemos na prática o ser família. Sim, pelos laços da caridade, o vínculo da perfeição (Colossenses 3,14), aprendemos, cada vez mais profundamente, a nos amar uns aos outros como verdadeiros irmãos em Cristo, formando a Família Abbá, Pai, à semelhança da Trindade, a família por excelência. Não há palavras que possam expressar a imensa alegria de sermos uma unidade no Amor! Nosso coração transborda de contentamento pela dádiva de trilharmos este caminho juntos.

Somos felizes e gratos a Deus por nos conferir tão maravilhosa graça. Sim, não há dom maior do que ser família de amor no coração do Pai. Louvado seja Deus eternamente por isto!

Por Simone Peixoto Martins